Novo banco de dados da Oracle automatiza principais funções para clientes corporativos

A Oracle anunciou hoje a disponibilidade mundial do Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud, primeiro serviço baseado na nova e revolucionária tecnologia de banco de dados autônomo da Oracle (Oracle Autonomous Database). Em um evento na sede da Oracle, um grupo de clientes e parceiros que tiveram acesso exclusivo a um test-drive do novo banco de dados falou sobre os benefícios dos recursos automatizados. Accenture, Hertz, QMP Health e Qualex subiram ao palco com os executivos da Oracle para compartilhar os resultados que obtiveram com o Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud, incluindo ganhos de desempenho, redução de custos e maior segurança para os sistemas e dados.

“O Oracle Autonomous Database é uma tecnologia verdadeiramente transformadora para nossos 420.000 clientes ao redor do mundo, e um avanço importante para a indústria”, disse Andy Mendelsohn, vice-presidente executivo de Tecnologias de Servidores de Banco de Dados da Oracle. “Os recursos de autoexecução, autoproteção e autorreparação vão revolucionar o modo como nossos clientes gerenciam e protegem seus dados. Não existe nada parecido no mercado atualmente”.

Único em sua categoria, o Oracle Autonomous Database traz recursos de autoexecução, autoproteção e autorreparação que automatizam os principais processos de gerenciamento e segurança dos sistemas de banco de dados, como instalação de patches, ajustes e atualizações, tudo isso enquanto a infraestrutura crítica continua funcionando. Com o Oracle Autonomous Database, a Oracle pode ajudar os clientes a minimizar riscos e melhorar a segurança de dados e sistemas.  O Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud é o primeiro de muitos serviços Oracle Autonomous Database Cloud, que usam aprendizagem de máquina (learning machine) para garantir níveis inéditos de desempenho, simplicidade e elasticidade em data warehouses.

Organizações fazem test-drive do banco de dados autônomo

“Esse é o início da era das empresas inteligentes e mover para um banco de dados autônomo é uma progressão natural”, disse Paul Daugherty, líder de tecnologia e inovação da Accenture. “A capacidade de ter um data warehouse autoexecutável – em alguns casos, em poucos minutos ou horas – pode simplificar drasticamente a tarefa de se gerar insights de negócios valiosos, com uma velocidade até então inimaginável.

“A flexibilidade do Autonomous Data Warehouse Cloud em termos de escalabilidade instantânea e elasticidade é verdadeiramente excepcional e única no mercado”, afirmou Erik Dvergnes, arquiteto da Aker BP.

“Nossos testes iniciais mostraram que o Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud oferece inovações importantes”, disse Manuel Martin Marquez, engenheiro de Big Data e cientista de dados da CERN.  “Por exemplo, o Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud reduziu automaticamente a capacidade de armazenamento exigida por sistemas de controle importantes em cerca de 10 vezes.”

Jerry Gearding, diretor de tecnologia da DX Marketing, comentou que “a escalabilidade elástica do Autonomous Data Warehouse Cloud, o qual podemos escalar facilmente e só pagar pelo processamento que realmente estamos utilizando, é um enorme benefício para a DX Marketing.”

“Realmente fiquei impressionado com a maneira como o Autonomous Data Warehouse Cloud consegue lidar com diferentes cargas e tipos de trabalhos analíticos e alcançar melhor desempenho, mesmo sem nenhum tipo de ajuste fino, ” disse Benjamion Amulf, diretor de Inteligência de Negócios e Analytics da Hertz. “Isso vai permitir uma redução de custos e um reinvestimento em melhorias no serviço ao cliente, trazendo um benefício real ao nosso público.”

Looker, uma empresa de BI e análise baseados na nuvem, vê uma demanda crescente por soluções de data warehouse prontas e fáceis de usar . De acordo com Keenan Rice, vice-presidente de alianças estratégicas da Looker, “Estamos vendo muita demanda de clientes por experiências totalmente gerenciadas, e o Autonomous Data Warehouse Cloud faz com que os clientes da Looker retirem valor real de seus dados.”

“Achamos o Autonomous Data Warehouse Cloud muito fácil de usar, muito simples de carregar os dados, e o desempenho tem sido impressionante”, afirma Miles Oustad, gerente da equipe de integração de dados do estado de Minnesota, nos Estados Unidos.

“Quando se lida com vidas humanas, tempo é fundamental”, afirma Michael Morales, CEO da QMP Health. “Ter o Autonomous Data Warehouse Cloud ajustado automaticamente e autogerenciado, sem períodos de inatividade, significa dar respostas e tomar decisões de forma mais rápida, o que é essencial para nós e para nossos pacientes.”

“O Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud é a solução perfeita para a 11880.com Solutions AG”, comenta Christian Maar, diretor executivo da 11880.com. “A solução não requer administração, proporciona excelente desempenho, e sua flexibilidade permite dimensionar recursos à medida que nossa empresa cresce.”

Analistas do setor validam a liderança de mercado

Vários relatórios independentes de analistas da indústria reconheceram recentemente a liderança tecnológica do Oracle Autonomous Database. Principais conclusões dos relatórios:

  • O Gartner posicionou mais uma vez a Oracle no nível mais alto em termos de “capacidade de execução” em seu *Quadrante Mágico  para Solução de Gestão de Dados para Analytics por Adam M. Ronthal, Roxane Edjlali e Rick Greenwald, relatório publicado em 13 de fevereiro de 2018.
  • No IDC Perspective de fevereiro de 2018, Banco de Dados Autônomo da Oracle: Automação Baseada em IA para Gestão e Operação de Bases de Dados, os autores Carl W. Olofson e David Schubmehl escreveram que “a Oracle está na vanguarda de um movimento que tornará o software para empresas mais fácil de implantar, usar e administrar, utilizando a inteligência artificial e a aprendizagem de máquina para fornecer recursos que vão exigir pouca ou nenhuma intervenção humana para administração.”
  • Visão Executiva: Oracle Autonomous Database da KuppingerCole, relatório de janeiro de 2018, afirmou que a “Oracle vai muito além da automação com sua mais recente solução. Essa abordagem pode oferecer imensos benefícios, não apenas ao reduzir demanda de mão de obra e custos para os clientes, mas por melhorar drasticamente a resiliência do banco de dados contra erros humanos e atividades mal-intencionadas, internas ou externas. Cada banco de dados também tem a garantir de contar com todos os recursos de segurança habilitados por padrão e todos os parâmetros relevantes automaticamente configurados de acordo com as atuais práticas recomendadas de segurança e requisitos de conformidade”.

*Gartner, “Quadrante Mágico para Soluções de Gerenciamento de Dados para Analytics”, Adam M. Ronthal, Roxane Edjlali, Rick Greenwald, 13 de Fevereiro de 2018.

O Gartner não endossa nenhuma empresa, produto ou serviço citado em seus estudos, e não recomenda usuários de tecnologias a escolher apenas as empresas com as melhores notas ou outras designações. As pesquisas do Garner consistem das opiniões do time de pesquisa do Gartner, e não devem ser entendidas como declarações factuais. O Gartner se isenta de todas as garantias, expressas ou implícitas, com relação a esta pesquisa, incluindo quaisquer garantias de comercialização ou adequação a uma finalidade específica.

Fonte: Oracle

2 thoughts on “Novo banco de dados da Oracle automatiza principais funções para clientes corporativos

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top