Mitos de cibersegurança que precisam ficar no passado!

Ameaça global para consumidores, governos e empresas de todos os portes, os ataques cibernéticos não param de crescer e tendem a aumentar ainda mais em decorrência das inúmeras oportunidades de monetização.

Preparamos este artigo com alguns mitos de cibersegurança que precisam ficar no passado para não comprometer a proteção das instituições. Confira!

Mitos de cibersegurança que precisam ficar no passado!

Nenhum ramo muda tão rapidamente quanto a segurança cibernética e as tecnologias envolvidas para tratá-la. A segurança cibernética é a estratégia voltada para proteger seus sistemas e redes contra ataques de agentes não autorizados. Em geral, esses ataques visam acessar, bloquear ou alterar informações confidenciais para conseguir dinheiro de um negócio, ou para prejudicá-lo.

O grande problema é que novos hacks, violações e vírus surgem o tempo todo, enquanto os métodos que os criminosos usam para implantar esses ataques também evoluem com a mesma rapidez. E apesar de a maioria das empresas atualmente entender a importância de investir em segurança cibernética, ainda há muito equívoco sobre o assunto na hora de montar uma estratégia!

Nesse contexto, separamos alguns mitos relacionados à segurança cibernética que precisam ficar no passado para não comprometer a proteção das instituições.

  • 1. O usuário é o elo mais fraco:
    O usuário também é a primeira linha de defesa em potencial. Com treinamento e educação adequados em segurança cibernética, desempenham um papel muito importante para garantir que os adversários não consigam se firmar na rede.

  • 2. Não há nada valioso para se roubar ou minha empresa é muito pequena para um ataque cibernético:
    Nenhuma empresa é muito pequena para um ataque cibernético! Todas as organizações podem se tornar alvo para os cibercriminosos.

    Partir do princípio que se está seguro por não possuir dados valiosos, como credenciais, é um erro comum. O que se deve levar em conta é o custo de paralisar as operações por dias, meses ou permanentemente. É preciso questionar: “qual é o valor dos dados armazenados para o negócio ou para a pessoa”?

    Sempre seja cauteloso. Não importa se você tem 10 ou 10.000 funcionários, sua empresa corre o risco de ser alvo de um ataque cibernético.

  • 3. Técnicos de TI são técnicos de segurança cibernética:
    Sim, segurança cibernética e TI estão relacionadas, mas a segurança cibernética é um tópico muito complexo por si só. A segurança cibernética está intimamente relacionada aos riscos e à estratégia de negócios. É crucial que os profissionais do setor obtenham habilidades e qualificações especializadas.

  • 4. Ter um antivírus / antimalware é o suficiente:
    Nenhum antivírus ou antimalware pode manter seu sistema protegido de todos os tipos de ataques.

    Esses softwares contam com um grande banco de dados que contém informações sobre todos os malwares que existem. No entanto, se os hackers usarem um novo tipo de malware para infectar sua rede, há uma grande chance de que esse software antivírus não seja capaz de detectá-los.

    Portanto, não dependa exclusivamente desse software. Eles são apenas a primeira linha de defesa do seu sistema e você sempre deve ter várias opções de defesa disponíveis.

  • 5. Nossas senhas são fortes:
    A maioria das pessoas pensa que suas senhas regulares são fortes o suficiente para resistir a várias tentativas de invasão. No entanto, essa é uma mentalidade errada.

    Nenhuma senha é 100% segura. Não importa quantos números e caracteres especiais você use em suas senhas, sempre há a possibilidade de que eles possam ser quebrados ou vazados de alguma forma.

    É por isso que é muito importante que as senhas sejam alteradas regularmente e que não sejam compartilhadas entre os colaboradores. Utilizar a autenticação em duas etapas pode oferecer uma cama extra de segurança.

  • 6. Nosso setor não possui ameaças cibernéticas:
    Errado! Todos os setores estão em risco. Se você estiver conectado à Internet de uma forma ou de outra, corre o risco de ser atacado digitalmente.

    Os hackers não visam somente instituições financeiras ou que tenham muito dinheiro. Hoje, eles entendem o poder que têm os dados ou a interrupção da operação de um negócio. Pense em quanto dinheiro você perderia caso sua rede ficasse fora do ar por algumas horas.

    Mesmo que você não tenha um site de comércio eletrônico, ainda existe o risco de alguém invadir a rede da sua organização e causar diversos estragos.

  • 7. Sua empresa vai sofrer uma tentativa de ataque, cedo ou tarde:
    Sim, mais cedo ou mais tarde a sua empresa sofrerá uma tentativa de ataque cibernético e é neste momento que você precisa estar preparado! Um ataque cibernético não é mais uma questão de “se” para as empresas, mas sim de “quando”.

    Por isso, não deixe para amanhã o investimento em segurança cibernética que você pode fazer hoje. Clique no botão abaixo e fale com um especialista inventCloud!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Top